A partir do nosso site de Saúde te contamos nesta ocasião os tratamentos para as picadas mais perigosas existentes aproveitando que na época do verão aumenta o risco de sofrer deste tipo de condição por parte dos insetos ou de outros animais.

Tais picadas podem provocar uma infecção grave ou uma reação alérgica, que se produzem quando um inseto ou outro tipo de animal injeta um veneno na pessoa, podendo variar os sintomas que podem ocorrer.

Como tratar as picadas mais perigosas:

No momento de saber como tratar as picadas mais perigosas que podem nos ameaçar no verão, temos de conhecer o tipo de inseto responsável pela ameaça; desta forma, podemos distinguir os seguintes pontos:

Tratamentos Para as Picadas Mais Perigosas

TRATAMENTO PARA AS PICADAS DE ABELHAS E VESPAS:

As picadas de abelha são um incômodo comum no verão, mas se a pessoa é alérgica, pode sofrer uma reação mais grave que requer tratamento de emergência. Os sintomas de anafilaxia incluem reações na pele, como urticária, coceira e pele avermelhada ou pálida, dificuldade para respirar, inchaço da língua e garganta, distúrbios de pulso, náuseas, vômitos ou diarreia, tonturas ou desmaios e perda de consciência.

Quanto aos tratamentos para as picadas mais perigosas que podem nos provocar esses insetos, diríamos que a pessoa afetada pode receber adrenalina para diminuir a resposta alérgica, oxigênio para ajudá-la a respirar, anti-histamínicos e cortisona para reduzir a inflamação e melhorar a respiração e um agonista beta para aliviar os sintomas respiratórios.

TRATAMENTO PARA AS PICADAS DE MEDUSA:

As picadas de medusas podem variar em termos de gravidade e causar dor imediata. Além de marcas irritadas vermelhas na pele, podem afetar todo o sistema e ser potencialmente mortais. Os sintomas causam náuseas, vômitos, dor de cabeça e dor nas articulações, febre, tontura, dificuldade para respirar, espasmos musculares, fraqueza e dificuldade em controlar o movimento, desmaio, batimentos cardíacos irregulares e parada cardíaca.

As reações graves requerem reanimação, se a picada provoca uma parada cardíaca e uma injeção de epinefrina, estabiliza as funções vitais do corpo, como a respiração, a frequência cardíaca e a pressão arterial, entre outras; pode exigir o uso de um antídoto e tratamento para a dor.

TRATAMENTO PARA PICADAS DE CARRAPATOS:

O carrapato se adere à pele das pessoas e animais e suga o sangue e podem ser portadores de doenças tais como piroplasmose ou doença de Lyme as pessoas que são picadas. Podem causar sintomas como febre alta, dor de cabeça intensa, cansaço extremo, vômitos e dores musculares e articulares.

Os tratamentos para as picadas mais perigosas que podem nos causar estes insetos consiste em eliminar da pele o carrapato, com pinças de maneira uniforme e constante, com cuidado para que fique dentro da cabeça e lave cuidadosamente a área afetada e as mãos.

As doenças relacionadas com a picada de carrapato requerem tratamento médico, geralmente com antibióticos para prevenir a propagação de infecções, mas, se a doença é grave, o afetado deve ser hospitalizado.

TRATAMENTO PARA PICADA DE VÍBORA:

A picada de víbora deixa marcas dos caninos, produzindo uma dor imediata e intensa, seguida de edema e necrose. O edema pode se espalhar e ser acompanhado por taquicardia e hipotensão, podendo chegar embora raramente, a morte.

Deve-se limpar a ferida e administrar injeção antitetânica, revisando as constantes de forma periódica. Será aplicado o antídoto, cuja administração é restrita a casos graves de toxicidade local e os casos de toxicidade sistêmica.

O que você acha desses tratamentos para as picadas mais perigosas?