Você já tentou de tudo para reduzir o seu abdômen. Mudou sua dieta, fez abdominais todos os dias e até comprou uma faixa para colocar no estômago, mas nada funciona. A gordura em torno do seu abdômen se recusa a desaparecer. Em momentos como este, muitos consideram a abdominoplastia, que é a cirurgia plástica do abdômen. Em Saúde Dicas te contamos o que é e quando é recomendada.

Certamente você já ouviu ou leu sobre "Abdominoplastia", como é chamada esta cirurgia plástica em Inglês e que significa algo como "medir a barriga". Enquanto em outros idiomas recebe o nome médico de abdominoplastia, também se conhece simplesmente cirurgia plástica do abdômen.

Abdominoplastia: O Último Recurso Para Obter um Abdômen Liso

Do que se trata? A abdominoplastia é um procedimento cirúrgico mediante o qual se extraí a gordura e a pele em excesso da barriga, e se esticam os músculos para que o abdômen pareça plano como o abdômen que muitos sonham. Embora pareça simples, não se engane, porque não é. Esta é uma cirurgia em todo sentido da palavra, em que se recebe a anestesia geral e pode durar entre 1 e 5 horas, dependendo do que é necessário no seu caso em particular e do tipo de abdominoplastia que é realizada.

Por exemplo, se te sobra muita pele no abdômen, ou você tem bastante gordura acumulada na cintura, o cirurgião pode recomendar uma abdominoplastia completa. Nela é cortada a pele do abdômen na altura da "linha de biquíni" e ao redor do umbigo. Retira-se a gordura e a pele que está aderida aos músculos e estes são tensionados. Finalmente, esticam a pele para baixo e o excesso de pele é cortado. Se você fizer essa cirurgia terá que fazer um umbigo novo.

Mas se a gordura do seu abdômen não é tão abundante e se acumula principalmente abaixo do umbigo, o cirurgião pode recomendar uma abdominoplastia parcial (ou mini abdominoplastia). Nesta cirurgia, a incisão no abdômen é pequena e não é necessário mover o umbigo, e em alguns casos pode ser feita simplesmente com um endoscópio, que tem uma pequena câmara na extremidade de um tubo.

A abdominoplastia pode ser uma boa solução para muitas pessoas que já tentaram de tudo e ainda não conseguiram reduzir o tamanho do seu abdômen. Mas é uma espécie de último recurso. Por exemplo, é ideal para os homens e as mulheres obesos que perdem muitos quilos e, em seguida, a pele fica pendurada, ou para as mulheres que tiveram várias gestações e não conseguem recuperar a força em seu abdômen.

Apesar de ser uma cirurgia bastante comum e poder ser feita com segurança com cirurgiões respeitáveis e confiáveis, a abdominoplastia não é recomendada para todas as pessoas e certamente tem os riscos da anestesia e da cirurgia que você deve discutir com o cirurgião.

Você deve estar totalmente saudável no momento de realizá-la e deve evitá-la se:

  • Tem alguma doença do coração, pulmão ou fígado.
  • Tem diabetes.
  • Tem má circulação.Tem problemas de cicatrização, porque a cirurgia pode deixar cicatrizes significativas no abdômen.
  • Pensa em ter mais filhos depois.
  • Ainda não reduziu o suficiente de peso e planeja continuar perdendo mais peso.

Além disso, os cirurgiões também são muito exigentes na preparação para a cirurgia, pois você deve deixar de fumar várias semanas antes e após a cirurgia, deixar de tomar alguns medicamentos e ter uma alimentação equilibrada e saudável. E não é para menos, este é um procedimento cirúrgico com todas as leis, e é preciso evitar ao máximo correr riscos.

Por isso, antes de pensar levemente em abdominoplastia ou cirurgia plástica do abdômen, informe-se. Se você ainda não experimentou dietas, exercícios e outras técnicas para reduzir a barriga, não tenha pressa, porque esta cirurgia deve ser o último recurso para se livrar da gordura do seu abdômen.

Para mais informações sobre esta técnica, não deixe de ler também o nosso outro artigo "O que é a abdominoplastia".