Todos os dias o DNA de cada célula do corpo humano deve enfrentar cerca 10.000 ataques por parte de algumas partículas que danificam as células.

Estas recebem o nome de radicais livres que são algumas moléculas instáveis de oxigênio que perderam um elétron e se produzem de maneira natural quando o organismo converte o combustível em energia, mas também podem proceder da contaminação, do tabagismo e outras fontes.

Estas moléculas desequilibradas percorrem o corpo e tentam se estabilizar a outras moléculas roubando elétrons, a fim de gerar mais radicais livres e nesse processo danificam cada vez mais as células saudáveis.

Quais Danos Especificamente Podem Causar os Radicais Livres?

Vários estudos foram realizados a fim de determinar quais danos causam os radicais no organismo. Neste sentido, foi possível determinar que estes ajudam na acumulação de colesterol LDL ou ruim nas paredes das artérias contribuindo para o seu endurecimento o que provoca a doença conhecida como aterosclerose e outras doenças relacionadas com o coração.

Antioxidantes Naturais: Para Que Servem?

Outros danos que os radicais livres podem causar são as mutações celulares que, eventualmente, podem causar câncer.

Da mesma forma, podem causar, nos olhos, catarata e degeneração macular, umas das principais causas de perda de visão em pessoas com mais de 50 anos. Inclusive considera-se que os radicais livres podem desempenhar um papel importante no envelhecimento prematuro e no aparecimento da doença de Alzheimer.

Para combater o ataque dos radicais livres, temos os antioxidantes. Cada vez que comemos alimentos ricos em antioxidantes, estes compostos protetores inundam a corrente sanguínea e oferecem seus próprios elétrons para neutralizar os radicais livres, de tal forma que as células resultam ilesas. No entanto, surge a seguinte questão:

Para Que Servem os Antioxidantes Naturais?

Nesse sentido, os estudos científicos indicam que existem três antioxidantes importantes que são: as vitaminas C e E e os carotenoides que podemos obter dos alimentos.

A vitamina C. Esta vitamina (também chamada ácido ascórbico) retém os radicais livres no sangue (coração e artérias) e outros líquidos, como os dos pulmões ou dos olhos.

Foi demonstrado que a vitamina C detém os radicais livres antes que outros compostos antioxidantes cheguem a trabalhar.

Do mesmo modo, estudos verificaram que o consumo de vitamina C reduz não apenas o risco de sofrer doença cardíaca, ao impedir que os radicais livres se envolvam na acumulação de colesterol LDL ou ruim nas paredes das artérias, mas também pode estar relacionada com um menor risco de sofrer câncer de estômago.

A vitamina C é encontrada em abundância em alimentos como frutas tropicais e frutas cítricas, pimentão (pimentas, pimentões vermelhos), tomate e brócolis, mamão, morangos, kiwi, repolho e batatas.

A vitamina E. Enquanto a vitamina C trabalha melhor nos líquidos do corpo, a vitamina E (também conhecida como alfa-tocoferol) entra no tecido adiposo (gordura) do corpo, de modo a protegê-lo contra a invasão dos radicais livres.

No organismo, este antioxidante, solúvel em gordura, ajuda a evitar que o colesterol ruim ou LDL se oxide e produza aterosclerose. Alguns estudos têm mostrado que as pessoas que consomem muita vitamina E tem menos probabilidades de morrer de derrame cerebral, doença cardíaca e doença pulmonar do que as pessoas com menor consumo.

A vitamina E, em seu estado natural, se encontra nos óleos vegetais de cozinha, gérmen de trigo, couve, batata doce (inhame) e sementes de linhaça, girassol, entre outros.

Embora a vitamina E seja boa por si só, sua eficácia é maior quando combinada com a vitamina C. Parece que a vitamina C vitamina E ajuda a se recuperar depois que os radicais livres a oxidam.

O betacaroteno. O betacaroteno é um pigmento natural entre o amarelo e o alaranjado que se transforma em vitamina A no organismo.

De acordo com estudos, os carotenoides encontrados em frutas e verduras, como o licopeno, a luteína e a zeaxantina, prometem reduzir o risco de sofrer doenças cardíacas e outras condições.

Talvez o alimento que mais betacaroteno contém seja a cenoura. Estas são muito boas para a visão e reduzem a probabilidade de sofrer degeneração macular.

Outros alimentos que contêm betacaroteno são as abóboras, batata doce, espinafre e couve.

Outros antioxidantes. Outros antioxidantes amplamente utilizados são selênio, coenzima Q10 e certos aminoácidos. O selênio, especialmente quando atua com a vitamina E, ajuda a proteger contra os cânceres de pulmão, cólon, próstata e reto. Os benefícios antioxidantes da coenzima Q10 podem incluir o atraso do processo de envelhecimento, fortalecimento do sistema imunológico e a prevenção da lesão oxidativa do cérebro.

Alguns especialistas têm sugerido sua utilização no tratamento de várias doenças cardiovasculares. Os aminoácidos que têm poderosos efeitos antioxidantes são ácido alfa-lipoico, cisteína, glutationa e IV-acetilcisteína (NAC).

Leia também: "O Que São Antioxidantes e Radicais Livres?"

Modelo de Dieta Antioxidante

Se você deseja aumentar o consumo de antioxidantes naturais pode adotar um modelo de dieta muito semelhante ao que se apresenta a seguir:

Café da Manhã

  • Suco de cenoura e laranja.
  • 2 fatias de pão integral com 1 tomate em rodelas e queijo desnatado.

Meio da Manhã

  • Infusão de boldo.

Almoço

  • Salada de repolho vermelho com laranja, soja e nozes.
  • Frango grelhado com pimentas.
  • Mousse de queijo fresco com uma colher de chá de cacau puro em pó.

Tarde:

  • 1 iogurte desnatado com morangos e linhaça.

Jantar

  • Sardinhas com tomate.
  • Omelete e espinafre.
  • Uvas pretas.

Receitas Antioxidantes:

Receita Antioxidante # 1: Sardinhas Com Tomate

Ingredientes:

  • ½ kg de sardinhas em lombos
  • 4 tomates
  • 1 cebola
  • 2 dentes de alho
  • Farinha
  • Azeite
  • Sal

Preparação: Pique a cebola e um alho para refogá-los em uma panela com um pouco de azeite. Adicione os tomates triturados, uma pitada de sal e cozinhe lentamente. Separadamente, abras as sardinhas e tempere-as em ambos os lados; polvilhe com farinha e frite-as; e, em seguida, coloque-as na panela com o tomate. Deixe três minutos e sirva.

Receita de Suco Antioxidante: Este suco antioxidante combina dois poderosos agentes de revitalizantes do sistema imunológico: o chá verde e a vitamina C. Além disso, também é bom para o coração, pois o chá verde pode reduzir a pressão arterial e reduzir o risco de infarto.

Ingredientes:

  • 2 xícaras de água fervente, ligeiramente quente
  • 2 colheres de chá de folhas de chá verde ou 2 bolsas de chá verde
  • 2 xícaras de suco de mirtilos
  • 2 ¼ xícaras de suco de abacaxi
  • Gelo

Preparação: Prepare o chá, derramando ligeiramente quente água sobre o chá colocado em uma bacia ou panela. Deixe repousar 4 minutos, retire e deixe esfriar. Adicione os sucos de mirtilos e abacaxi ao chá. Sirva sobre gelo.

Denise Cipolli Terapeuta Holística

Denise Cipolli
Terapeuta Holística
Denise A. Ribeiro Cipolli possui mais de 5 anos de experiência em terapia holística e é formada pela UHB Universidade holística Do Brasil de Guaratinguetá desde 2012.