Têm sido vertidas em múltiplas ocasiões muitas opiniões sobre se são seguros os adoçantes para a saúde e geram a cada dia várias notícias, o que cria grande confusão para os consumidores, o que é certo é que o uso em longo prazo dos adoçantes pode afetar a saúde.

Um fato claro é que os adoçantes são feitos de produtos químicos que resultam prejudiciais e muito tóxicos, exercendo um impacto muito negativo sobre a saúde.

Adoçantes mais Prejudiciais para a Saúde:

Entre os adoçantes artificiais mais prejudiciais se encontram os seguintes:

Sacarina. A sacarina possui como ingrediente principal o sulfimida benzoico, que resulta prejudicial à saúde e tem efeitos colaterais para pessoas com alergia a sulfonamidas, podendo causar náuseas, diarreia, problemas de pele ou outros sintomas associados com alergias.

Os Adoçantes são Seguros para a Saúde?

Diversos estudos realizados com a sacarina têm mostrado que ela poderia causar câncer de bexiga, mas ainda não foram realizados estudos em seres humanos.

Sucralose. Outro aditivo sintético criado por cloração de açúcar é a sucralose, e a estrutura química do cloro na sucralose é quase a mesma que a do pesticida DDT, que está proibida.

Entre os efeitos colaterais aparecem dores de cabeça, cãibras, dor de estômago e diarreia, problemas de bexiga, irritação da pele, tontura, inflamação e dores musculares.

Vários estudos têm mostrado que a sucralose pode causar diminuição da glândula do timo, um órgão do sistema endócrino; além de reduzir as bactérias intestinais saudáveis, que são necessários para uma boa digestão.

Aspartame. Aspartame é outro adoçante do qual existem dúvidas sobre se é seguro para a saúde. Este adoçante possui em sua estrutura fenilalanina, ácido aspártico e metanol e os efeitos secundários que pode provocar são dores de cabeça, ganho de peso, dor abdominal, náuseas, fibromialgia, ansiedade, perda de memória, artrite, depressão, palpitações, síndrome do intestino irritável, convulsões, alterações neurológicas, problemas de visão e tumores cerebrais.

É preciso destacar que o ácido aspártico e fenilalanina impactam diretamente nas funções do sistema nervoso central e no cérebro, além de influenciar de forma proeminente nos transtornos do estado de ânimo, problemas de memória e outras doenças neurológicas.

Quando o metanol é metabolizado se converte em formaldeído, e embora os fabricantes do aspartame digam que o metanol e os seus produtos são excretados rapidamente, verificou-se quantidades importantes de formaldeído no fígado, rins e cérebro de alguns indivíduos, após a ingestão desse adoçante.

Em altas temperaturas a fenilalanina se decompõe em dicetopiperazina, um conhecido agente cancerígeno, e é muito perigoso em pessoas que sofrem com fenilcetonúria.

Acessulfamo-k Este adoçante é um cloreto de metileno que contém potássio, um conhecido agente cancerígeno.

A exposição em longo prazo ao cloreto de metileno pode causar náuseas, dores de cabeça, alterações do fígado e dos rins, hipoglicemia, problemas de visão, problemas de ânimo e risco de sofrer de câncer.

Com este artigo, queremos te ajudar a responder a pergunta: são seguros os adoçantes para a saúde? Esperamos ter esclarecido suas dúvidas.

Além disso, você pode encontrar mais informação sobre este tema em nosso artigo: “Os Perigos dos Adoçantes Artificiais”.