O magnésio é um dos minerais mais importantes para o corpo humano. Se você acha que não recebe uma quantidade adequada deste mineral em sua dieta básica, então, deveria mudar imediatamente seus hábitos alimentares, já que a relação entre o magnésio e o açúcar no sangue desempenha um papel fundamental na prevenção da diabetes.

Propriedades do Magnésio:

O magnésio é um importante ator na química orgânica, já que é elementar para a produção de energia. Quando falta magnésio na dieta da pessoa, começam a falhar outras funções importantes no organismo, porque se rompe a continuidade e a cadeia que proporciona minerais que são necessários para a vida.

Magnésio para Controlar o Açúcar no Sangue

Suas propriedades estão intimamente ligadas ao controle do açúcar no sangue, já que ajuda a regulá-lo. Além disso, oferece melhor elasticidade à pele, deixando a pele mais saudável, luminosa e jovem. Além disso, depura o sangue das toxinas. No caso da reprodução celular, o magnésio é de vital importância para que isso possa acontecer. Também ajuda na produção de colágeno e elastina.

Devido ao fato de que é produtor de energia, proporciona um ritmo cardíaco normal, o mantém controlado e sem arritmias. Isso é porque este mineral tem propriedades com efeitos relaxantes para a tensão elétrica e muscular. Quando a dose necessária de magnésio é administrada, os músculos sentem como se estivessem livres e prontos para começar o dia e também são reduzidas as tensões, muitas vezes causadas por estresse e má postura. Este mineral também regenera as células ósseas e fortalece os ossos, cartilagens e dentes.

Leia também: "Propriedades do Óleo de Magnésio".

O Magnésio e o Açúcar no Sangue:

As pessoas que ingerem mais magnésio em suplementos ou simplesmente nos alimentos têm muito mais probabilidades de não sofrer diabetes tipo II em comparação com as pessoas que consomem pequenas quantidades de magnésio ou não consomem.

Quando não se realiza uma dieta equilibrada podem aparecer problemas de saúde. O organismo necessita de quantidades específicas de magnésio para poder funcionar em condições ideais. Caso contrário, o risco de diabetes tipo II se acentua.

O consumo dos grãos integrais com alto valor nutricional de magnésio ajuda a reduzir eficazmente o risco de sofrer diabetes de tipo II e doenças associadas. No entanto, existem diversos alimentos que fornecem o magnésio necessário para o organismo. Entre eles estão espinafre, feijão, nozes, sementes e grãos integrais, entre outros.

A redução do risco de sofrer diabetes tipo II ao ingerir a dose recomendada de magnésio se deve ao fato de que este mineral participa no metabolismo dos carboidratos e influencia na liberação de insulina, ao mesmo tempo em que sua atividade.

Leia também: "Os Usos do Leite de Magnésia: Propriedades e Benefícios".

Alimentos que Contêm Magnésio:

Para começar do zero uma dieta livre dos riscos de sofrer diabetes tipo II, tente adicionar estes alimentos à sua dieta diária e, assim, trabalhará progressivamente no seu bem-estar e saúde.

Farelo: pode ser o de trigo, de aveia ou de arroz, todos eles são altamente ricos no mineral magnésio. Seus valores são: uma xícara de farelo de trigo, 354 mg de magnésio, o que contribui em 89% do percentual requerido para a dieta. O farelo de aveia (uma xícara, 220 mg de magnésio), que é equivalente a 55% do valor requerido na dieta. O farelo de arroz (uma xícara, 922 mg de magnésio), que equivale a 230% dos valores requeridos.

Sementes, como as de melancia ou de abóbora: podem ser usadas nas saladas e, ao mesmo tempo, obter a quantidade necessária de magnésio para o dia. Uma xícara de sementes de abóbora contêm 738 mg de magnésio, equivalente a 134% do valor requerido. Uma xícara de sementes de melancia tem 556 mg de magnésio, equivalente a 139% do valor requerido.

Ervas, especialmente as secas como cebolinha, hortelã, coentro, salsa, etc. Podem dar um bom sabor às refeições e são um ingrediente perfeito para fazer sucos verdes desintoxicantes que, por sua vez, fornecem elevadas quantidades de magnésio: cerca de 694 mg de magnésio, que equivale a 174% dos valores requeridos.

Chocolate preto: também no cacau em pó, podem ser encontrados 327 mg de magnésio em 100 mg de chocolate preto sem açúcar. Isto é o equivalente a 82% dos valores diários necessários. A melhor forma de degustar é com uma barra de chocolate escuro, sem açúcar, que fornece ao organismo com cerca de 28 mg de magnésio.

O linho (linhaça) e o gergelim. Estas sementes fornecem cerca de 92 mg de magnésio em 100 gramas, o que equivale a 92% dos valores requeridos na dieta diária. São muito ricos nas refeições. Também podem ser preparadas em barras nutritivas de gergelim, o que será muito prático para levar para o trabalho ou escola.

Frutos secos (sementes de girassol, amêndoas, castanhas de caju e mais). Estes frutos secos são amplamente conhecidos por suas múltiplas propriedades nutritivas, entre eles se encontra o magnésio. Assim, 100 gramas de alguns destes frutos secos podem conter cerca de 455 mg de magnésio, o que equivale a 114% da ingestão diária requerida.

Brotos de soja, especificamente os secos e os torrados, que funcionam muito bem para as refeições de aperitivos e saladas. Neste caso, com 100 gramas de brotos de soja se obtém 228 mg de magnésio, cerca de 57% dos valores diários requeridos.