À osteoporose (termo que provém do latim que significa "ossos porosos".), é uma doença que enfraquece os ossos gradualmente causando mudanças na postura e os torna extremamente suscetíveis a fraturas.

Devido a alterações hormonais como a menopausa e as diferenças fisiológicas e nutricionais, esta doença afeta mais as mulheres (quase metade da população feminina entre as idades de 45 e 75 anos) do que os homens.

Além disso, das causas antes mencionadas, existem fatores de risco, como os seguintes:

  • Fumar e beber álcool.
  • Ter um membro da família que sofre de osteoporose.
  • Ter uma dieta pobre em cálcio ou ser alérgico aos produtos lácteos.
  • Levar uma vida sedentária.
  • Pertencem à raça branca ou oriental.
  • Possuir um tipo de corpo fino.
Remédios Caseiros Para Osteoporose

Entre seus sintomas, podemos incluir:

  • Defeito de postura.
  • Fraturas espontâneas.
  • Dor óssea.
  • Incapacidade.

Leia também: "Osteoporose: Principais Sintomas da Osteoporose".

A seguir, existem remédios naturais e tradicionais para combater a osteoporose.

Remédios Caseiros Para Osteoporose

  • Coloque um ovo em um copo que contenha suco de limão. Deixe descansar durante 24 horas. Uma vez passado esse tempo, retire o ovo, coe o líquido e beba diariamente.
  • Prepare, com um extrator ou liquidificador, sucos de toranja ou aipo, o qual se aconselha que sejam ingeridos uma ou duas vezes por dia.
  • Tome um café da manhã rico em cálcio composto por 2 comprimidos de cavalinha, 2 colheres de sopa de farinha de aveia, 4 amêndoas sem tostar, um iogurte natural e 1 colher de sopa de mel. Para sua preparação, se reduz os comprimidos de cavalinha em pó e misture com a farinha de aveia. Em seguida, as amêndoas são trituradas e acrescentadas. Finalmente, se adiciona o iogurte e a colher de mel.
  • Coma alho e cebola, já que contêm enxofre, o qual é necessário para ter ossos saudáveis.
  • Prepare um suco anti-osteoporose com uma xícara de brócolis, três folhas de alface, 4 cenouras e o suco de ½ maçã picada. Para fazer isso, você deve extrair o suco dos vegetais e, em seguida, misturá-lo com o da maçã. Beba um copo por dia pela manhã.
  • Lave quatro figos e, em seguida, bata-os com casca, no leite. Adoce com um pouco de mel. Tome esta preparação, duas vezes por semana para prevenir a osteoporose.
  • Misture 2 colheres de sopa de manjericão, 2 de manjerona, 2 de tomilho e 1 de genciana. Ferva em meio litro de água durante 10 minutos. Retire do fogo e deixe descansar. Beba esta preparação durante todo o dia durante um mês. Em seguida, descanse por dois meses e depois inicie o processo novamente durante um mês e assim por diante. Este remédio facilita a absorção de cálcio no organismo, combatendo assim a osteoporose.
  • Ferva 2 colheres de sopa de alfafa em uma xícara de água que está fervendo. Cubra e deixe esfriar. Tome esta infusão uma vez por dia. A alfafa é uma das plantas mais ricas em cálcio.
  • Coma um punhado de amendoim sem sal diariamente, já que contém o mineral manganês que, juntamente com o cálcio, resulta essencial para a conservação da saúde dos ossos.

As pessoas que sofrem de osteoporose é aconselhado que:

  • Evite as quedas. 50% das fraturas são causadas pelas quedas. Por isso, ainda se tiver osteoporose é possível ser prevenida as fraturas se evitar as quedas.
  • Neste sentido, é aconselhável que sempre ao se levantar a pessoa com osteoporose se apoie em móveis e ao se sentar deve conservar os joelhos mais altos que o seu quadril. Se isso não for possível, deve se inclinar para frente e manter as costas de forma tal que descanse os braços sobre uma mesa ou escrivaninha.
  • Da mesma forma, recomendamos o uso de calçado almofadado para conseguir proteção extra e utilize uma bengala ou andador para caminhar, se você se sentir inseguro.
  • Além disso, não se deve caminhar sobre pisos molhados ou com tapetes e é benéfico utilizar luzes (lanternas) noturnas, de modo que as idas ao banheiro não sejam feitas em total escuridão.
  • Consultar um médico sobre a necessidade de realizar um teste de densidade óssea, a fim de detectar a presença da osteoporose e se convém o consumo de suplementos de cálcio. É importante saber que o excesso de cálcio é contraproducente, já que reduz o magnésio e o cálcio não se fixa bem aos ossos.
  • Exercite-se regularmente. É necessário que as pessoas, não importa sua idade, realizem exercício, já que pode ajudar a reduzir a perda óssea, além de outros benefícios para a saúde.
  • É recomendado um programa de exercício moderado (três ou quatro vezes por semana) que pode incluir caminhar, correr, subir escadas, dançar e levantar pesos.
  • Da mesma forma, existem certos exercícios específicos que podem ajudar a fortalecer os ossos como os seguintes:
  • Estique os braços para frente, com um haltere em cada mão e as palmas voltadas para cima. Suba e desça os braços flexionando os cotovelos.
  • Deite-se com a face para baixo com a cabeça sobre os seus braços flexionados acima dos ombros. Coloque um peso no tornozelo esquerdo e eleve alguns centímetros sem dobrar o joelho e abaixe. Repita 3 vezes por perna.
  • Sente-se sobre uma toalha, coloque suas mãos atrás do seu corpo, estique a perna esquerda e flexione um pouco a direita. Eleve a um palmo do solo o pé esquerdo sem dobrar os joelhos e abaixe. Repita 3 vezes por perna.
  • Verifique o consumo de alguns medicamentos, como os corticosteroides, agentes imunossupressores, e anticoagulantes, já que facilitam a perda de densidade óssea. No caso particular dos antiácidos, estes atuam parando a secreção de ácido clorídrico no estômago, que é a causa da ardência nesta área, mas este ácido também é básico para a absorção de cálcio e sua falta, de forma prolongada, pode causar a perda de densidade óssea.
  • Tome banhos de sol (helioterapia) muito cedo pela manhã ou no fim da tarde (não superior a 30 minutos) já que, com isso, se facilita a formação de vitamina D mediante a qual se transporta o cálcio para o osso e se deposita nele.
  • Não fumar. O sangue absorve mais rápido o monóxido de carbono que se desprende do tabaco do que o oxigênio, e isso faz com que os fumantes reduzam em 15% a capacidade de transportar oxigênio através dos vasos sanguíneos. Como consequência, os fumantes perdem a densidade óssea e se fraturam mais facilmente. Além disso, pesquisas sugerem que nas mulheres isso ocorre porque o tabaco dificulta o metabolismo do estrogênio. Por esta razão, recomenda-se abandonar este hábito nocivo.

Leia também: "Osteoporose Alimentação – Dieta para a Osteoporose".

  • Alimentação. Se você não pode tomar laticínios, pode adquirir o cálcio a partir de outras fontes. Os alimentos que contém este mineral, além dos produtos lácteos, são:

    Algas e verduras, especialmente as de folhas verdes, como brócolis, couve, aipo, cereais integrais como aveia, arroz, cevada, trigo, cavalinha, a qual se toma em infusão e contribui para conservar a massa óssea, frutos secos, como amêndoas, avelãs, castanhas, figos, passas e amendoim, leites vegetais, como o leite de arroz, aveia, amêndoas, avelãs, amendoim e gergelim, os quais podem ser comprados já preparados, mas é possível elaborar de forma caseira, legumes cozidos, como grão de bico, feijão branco e feijão, soja, lentilhas, peixes oleosos, como bacalhau, cavala, salmão, sardinhas, enguias, camarões e arenque fresco e sementes, como gergelim, girassol e abóbora.

  • Evite o consumo dos seguintes alimentos: Aspargos, espinafres, ervilhas e aqueles ricos em ácido oxálico, o qual inibe a absorção de cálcio, bebidas que contenham fosfato, alimentos que contenham proteínas animais (carnes vermelhas), a ingestão de sal, consumo de café, já que tem sido demonstrado que aqueles que tomam mais do que duas xícaras de café regular normal ou refrigerantes com cafeína tem mais chances de sofrer osteoporose.

Atenção, as sugestões encontradas nesse artigo não possuem base científica comprovada, sendo assim não devem ser substituídas, em hipótese alguma, por um tratamento médico convencional e/ou ao seguir essas sugestões, os sintomas ou condições a que esse artigo se propõem ajudar podem se agravar.