A síndrome do miau de gato, também conhecida como síndrome cri du chat, é uma doença genética chamada assim pelo característico choro dos bebês que sofrem semelhante ao miado de gatos.

As pessoas que sofrem esta síndrome apresentam, geralmente, um atraso intelectual e psicomotor variável em função da afetação.

O que causa a síndrome do miau de gato:

A síndrome do miado do gato se deve à deleção (ausência de fragmentos de DNA) da parte final do braço do cromossoma 5 (por isso se conhece também como síndrome-5p).

Quanto maior é a falta de material genético, maiores serão as deficiências intelectuais presentes. Na maioria dos casos (85-90%) resulta de uma mutação espontânea do referido cromossoma. No restante dos casos (10-15%) é hereditária.

Síndrome do Miau de Gato ou Síndrome Cri-du-chat

A incidência da síndrome do miado do gato é de 1 em cada 20.000 nascimentos.

Sintomas da síndrome cri-du-chat:

Os principais sintomas são associados com características físicas peculiares que geralmente apresentam essas pessoas:

  • Formato peculiar do rosto.
  • Microcefalia (cabeça pequena).
  • Rosto redondo.
  • Raiz nasal plana.
  • Olhos separados com dobras ou pelo por cima deles.
  • Micrognatia (mandíbula pequena).
  • Orelhas baixas.
  • Vinco palmar único ou símia (uma única prega na palma da mão).
  • Choro característico do bebê: mais agudo do que o normal, de um único acorde e com uma duração superior de 3 a 5 segundos.

Tratamento para síndrome cri-du-chat:

Não existe nenhum tratamento para esta doença. A fisioterapia ou terapia da fala podem ajudar a melhorar o desenvolvimento físico ou da linguagem.