Muitas pessoas sofrem de ansiedade e tomam fármacos ansiolíticos para poder lidar com este transtorno, mas o que é, na verdade, a ansiedade?

A ansiedade é a reação de medo ou temor exagerado que aparece diante de uma situação de vida habitual que não se justifica, por não representar uma ameaça real para a integridade do indivíduo.

Manifesta-se, portanto, como uma antecipação apreensiva diante de um futuro imediato que não admite um raciocínio claro e que se manifesta como um estado de tensão e excitação que afeta o indivíduo em seu aspecto físico, psicológico e social.

É um medo patológico, que já não é puramente defensivo e que perde sua utilidade como instinto de proteção humana. Esta doença não deve ser confundida com o estado de incerteza que pode preceder de forma lógica uma decisão ou circunstância importante, embora seja denominada de igual forma.

Dicas de Ansiolíticos Naturais e Eficazes

É importante notar que 15% da população mundial sofre de algum tipo de transtorno de ansiedade em sua vida e uma percentagem delas consomem medicamentos ansiolíticos, mas quais inconvenientes produz este tipo de fármaco?

Um dos principais problemas que cria tomá-los é a dependência que podem gerar. Além disso, criam tolerância (ou, o que é o mesmo, sua eficácia é menor com uma mesma dose), se são tomados por mais tempo do que o previsto.

Sonolência, dificuldade de concentração, redução do estado de alerta, vertigens e fraqueza muscular são outros dos possíveis efeitos secundários dos ansiolíticos.

Também resulta interessante saber que os psicofármacos (grupo ao qual pertencente os ansiolíticos) causam 45% das intoxicações agudas que são tratadas na emergência.

Por isso, é melhor optar por outras alternativas caseiras e naturais e que aqui detalhamos.

Leia também: "Saiba Mais Sobre os Medicamentos Ansiolíticos".

Dicas de Ansiolíticos Naturais:

  • Despeje uma colher de sopa de folhas (frescas ou secas) de roseá em uma xícara de água que está fervendo. Cubra e deixe esfriar. Coe e tome uma vez por dia. Esta é uma planta útil em caso de ansiedade ocasional (ajuda a se adaptar a novas situações).
  • Lave e pique um pedaço de ½ centímetro de raiz de valeriana. Despeje em uma xícara copo de água e ferva durante 5 minutos. Deixe esfriar e coe. Tome uma xícara antes de deitar. Ajudar não apenas com a ansiedade, mas também com a insônia que muitas vezes a acompanha.
  • Ferva uma xícara de água durante 5 minutos e em seguida despeje 1 colher de sopa de flores e folhas de passiflora. Cubra e deixe esfriar. Coe e beba 2 xícaras por dia.
  • Despeje 1 colher de sopa de flores de espinheiro branco em uma xícara de água que está fervendo. Cubra e deixe esfriar. Coe e tome uma vez por dia.
  • Despeje 5 gotas de extrato de papoula da Califórnia em uma xícara de água morna e tome 2 vezes por dia. É altamente recomendável devido ao seu efeito tranquilizante.
  • Consuma uma colher de sopa de gérmen de trigo por dia. É rico em vitaminas do grupo B, que equilibram o sistema nervoso naturalmente.
  • Consuma um punhado de amêndoas todos os dias. Estas fornecem o mineral zinco que modula a atividade dos neurônios.
  • Despeje algumas gotas de óleo essencial de lavanda em um lenço e inale quando se sentir muito ansioso.

Recomendações:

  • Respire fundo quando aparecer o nervosismo. Neste sentido, é preciso tomar o ar pelo nariz e expulsá-lo lentamente pela boca até notar que os pulmões se esvaziam. Encha os pulmões novamente e expulse o ar. Repita várias vezes.
  • Realize uma auto-massagem suave no peito. Faça círculos com a ponta dos dedos lentamente no sentido dos ponteiros do relógio na altura do esterno. Ajudará a conseguir um profundo relaxamento.
  • Participe de terapia psicológica. Esta é outra opção que deveria ser considerada, pois, além de aliviar os sintomas, proporciona ferramentas para modificar a nossa resposta diante das situações que podem nos provocar ansiedade. O problema é que muitas vezes o afetado não passa da consulta de Atenção Primária à Saúde (60% dos ansiolíticos são prescritos nela), assim não são oferecidos este tipo de tratamentos.

Atenção, as sugestões encontradas nesse artigo não possuem base científica comprovada, sendo assim não devem ser substituídas, em hipótese alguma, por um tratamento médico convencional e/ou ao seguir essas sugestões, os sintomas ou condições a que esse artigo se propõem ajudar podem se agravar.

Denise Cipolli Terapeuta Holística

Denise Cipolli
Terapeuta Holística
Denise A. Ribeiro Cipolli possui mais de 5 anos de experiência em terapia holística e é formada pela UHB Universidade holística Do Brasil de Guaratinguetá desde 2012.