O sabugueiro é uma árvore de folha caduca que pertence à família Salicaceae, que pode chegar a medir até 20 metros de altura. A casca do tronco é verde, lisa em espécies jovens e rachada nas velhas.

Suas folhas, verde oliva cobertas com pelos grisalhos, tem a borda dentada. Os gametas masculinos e femininos saem junto com as folhas em árvores separadas; os femininos se convertem em sementes anemófilas cobertas de buço que são dispersas pelo vento e pela água. O fruto é uma cápsula.

O sabugueiro cresce em áreas quentes e úmidas e não suporta as temperaturas extremas. Quanto a sua colheita, se usa a casca, a qual é extraída a partir dos ramos que tem entre dois e três anos. Seca-se separadamente da parte lenhosa durante vários dias na sombra e se armazena em recipientes bem fechados, protegidos da luz e umidade.

Remédios Caseiros Com Sabugueiro

A capacidade do sabugueiro de crescer depois de ter sido podado lhe concede o título de "árvore da imortalidade". Por seus efeitos espirituais e alteradores da consciência, os antigos celtas o chamavam de "árvore do encantamento e dos mistérios".

As folhas e a casca aparecem mencionadas em antigos textos do Egito para combater as dores e a febre.

Propriedades Curativas do sabugueiro:

O sabugueiro contém fenóis simples (destaca a salicina), taninos e flavonoides. Neste sentido, a salicina possui propriedades antipiréticas, analgésicas, antirreumáticas, adstringentes, hemostáticas e antissépticas.

É um excelente remédio natural para combater doenças febris leves, como resfriados ou infecções gripais, dores de cabeça e doenças de origem inflamatória.

Também é eficaz para combater as dores reumáticas musculares e articulares, como artrite, dor nas costas e tendinite. A decocção de sabugueiro é usada externamente para escoriações de cicatrização lenta, úlceras e verrugas.

Homeopaticamente a essência da casca de sabugueiro é utilizada para as mesmas doenças. O sabugueiro alivia a pena e a perda do amor, e seu remédio das Flores de Bach devolve o equilíbrio do otimismo e a sensação de bom humor para os desiludidos.

As investigações recentes confirmam que reduz a frequência das crises de enxaqueca e sua intensidade e duração.

Remédios caseiros com sabugueiro:

Remédio com sabugueiro para dor # 1: Coloque uma ou duas colheres de chá em uma xícara de água e deixe ferver por alguns minutos. Deixe esfriar por mais 5 minutos e filtre. Beba até quatro xícaras, de preferência após as refeições.

Remédio com sabugueiro para baixar a febre: Ferva por 10 minutos 1 litro de água que contenha 60 gramas de casca de sabugueiro. Tome uma xícara após as refeições principais, ou no caso de febre persistente, até 6 xícaras por dia, mas sempre depois de ter ingerido algo sólido.

Remédio com sabugueiro para fibromialgia: Ferva 2 gramas de casca seca de sabugueiro em uma xícara de água durante 5 minutos. Beba 3 xícaras por dia.

Remédio com sabugueiro para dor de cabeça: Ferva por 10 minutos, um pedaço de casca de sabugueiro em meio litro de água. Cubra e deixe esfriar. Beba uma xícara a cada hora até que a dor desapareça.

Remédio com sabugueiro para gripe: Despeje um pedaço de casca de sabugueiro em um litro de água e deixe ferver por 10 minutos. Coe e beba quente ao longo do dia.

Remédio com sabugueiro para enxaqueca: Ferva por 5 minutos, 1 xícara de água em uma panela. Em seguida, adicione 1 colher de chá de verbena, outra de valeriana e 1 pitada de sabugueiro. Tampe a panela e deixe descansar durante 15 minutos. Coe e beba 3 xícaras diariamente, de manhã, à tarde e a noite.

Remédio com sabugueiro para artrite: Ferva por 10 minutos em fogo baixo um punhado de casca de sabugueiro e outra de Harpagófito em ¼ de litro de água. Em seguida, retire do fogo, deixe repousar durante alguns minutos e filtre. Tome uma xícara desta decocção antes de cada refeição.

Remédio com sabugueiro para dor de dente: Esmague várias folhas verdes de sabugueiro, previamente lavadas e aplique como cataplasma sobre o dente afetado.

Precauções: Não deve ser usado em caso de alergia ao ácido acetilsalicílico, gastrite, úlcera péptica, qualquer outro transtorno gastrointestinal ou zumbido. Tampouco em casos de asma e distúrbios de coagulação.

Não é recomendado usá-lo durante a gravidez nem durante a amamentação. Tal como acontece com a aspirina, nunca deve ser dada a casca de sabugueiro branco para crianças menores de dezesseis anos com sintomas de resfriado, febre ou varicela.

Atenção, as sugestões encontradas nesse artigo não possuem base científica comprovada, sendo assim não devem ser substituídas, em hipótese alguma, por um tratamento médico convencional e/ou ao seguir essas sugestões, os sintomas ou condições a que esse artigo se propõem ajudar podem se agravar.

Denise Cipolli Terapeuta Holística

Denise Cipolli
Terapeuta Holística
Denise A. Ribeiro Cipolli possui mais de 5 anos de experiência em terapia holística e é formada pela UHB Universidade holística Do Brasil de Guaratinguetá desde 2012.