A narcolepsia é definida como uma desordem neurológica caracterizada por episódios incontroláveis de sonolência durante o dia, que podem durar alguns segundos ou mais de uma hora e interferir de forma significativa nas atividades da vida diária.

As pessoas com narcolepsia costumam cair no sono de forma repentina, em qualquer lugar e em qualquer momento, inclusive no meio de uma conversa.
Podem dormir simplesmente alguns segundos ou chegar até meia hora e recuperam o estado de alerta até cair no sono novamente. Este transtorno afeta uma percentagem significativa da população.

A apneia do sono (deter a respiração durante o sono) é uma das principais causas do excesso de sonolência diurna. A narcolepsia é a segunda causa.

Remédios Caseiros Para Narcolepsia

Os ataques sonolência, que é o dado chave do transtorno, podem ser um distúrbio leve ou muito importante. Algumas pessoas continuam ativas durante os episódios de sono, inclusive falam e fazem coisas, embora acordem sem recordar o que estava acontecendo enquanto estavam dormindo.

Leia também: "Remédios Caseiros Para Tratar Apneia do Sono".

A narcolepsia é relacionada com a parte do sono associada à fase REM (movimento rápido dos olhos). Os indivíduos normais passam primeiro por uma fase de 90 minutos de sono não REM, que se segue de uma fase de sono REM.

No entanto, as pessoas com narcolepsia entram no sono REM imediatamente; durante a vigília, o sono REM reaparece de forma inadequada.

Pesquisas recentes sugerem que o desenvolvimento da narcolepsia é devido a uma combinação de fatores ambientais e genéticos, provavelmente os genes que estão envolvidos na função imunológica.

O gene exato ainda não foi identificado. Estudos em gêmeos sugerem que a maioria dos casos de narcolepsia não reflete exclusivamente uma doença genética, já que ambos os gêmeos costumam ter o transtorno unicamente em 25% das vezes. O risco de uma pessoa cujos parentes imediatos têm narcolepsia é de apenas 1% a 2%.

Os sintomas geralmente aparecem durante a adolescência, embora a doença em si pode não ser diagnosticada até muitos anos mais tarde. O principal sintoma é uma sensação geral de fadiga, juntamente com ataques de sono que podem ocorrer sem aviso prévio.

Aproximadamente 75% dos pacientes experimentam também uma cataplexia, ou seja, uma perda súbita de controle muscular que dura entre alguns segundos e 30 minutos, e que dá lugar a um colapso físico sem perda de consciência.

Os episódios narcolepsia podem ser desencadeados por emoções como o riso, raiva ou medo. Outros sintomas incluem paralisia do sono e alucinações hipnagógicas (vívidas) quando a pessoa se levanta ou cai no sono. Alguns pacientes também podem ter problemas para dormir durante a noite.

Se uma pessoa mostra um excesso de sonolência diurna e cataplexia, pode ser diagnosticada com narcolepsia por seus antecedentes. No entanto, os testes de laboratório confirmam o diagnóstico.

Em uma clínica de distúrbios do sono, é realizada uma polissonografia durante toda a noite (o sono é monitorado com um eletroencefalograma e os parâmetros respiratórios), seguida de um teste de latência múltipla do sono, que mede o início do sono e com que rapidez é apresentada as fases REM. Em narcolepsia, a latência do sono é geralmente menos do que cinco minutos. A primeira latência do período REM é anormalmente curta.

Se o diagnóstico é duvidoso, a realização de uma análise genética pode revelar certos antígenos em pessoas com tendência a apresentar narcolepsia. Os resultados positivos sugerem, mas não provam, a existência de narcolepsia.

Remédios caseiros para narcolepsia:

  • Despeje 1 colher de sopa de folhas de centelha asiática em uma xícara de água que está fervendo. Cubra e deixe esfriar. Tome 2 xícaras por dia, o que irá melhorar a circulação e você se sentirá mais ativo.
  • Ferva 1 xícara de água durante 5 minutos, que contenha 1 colher de sopa de erva de São João. Após esse tempo, retire do fogo e deixe esfriar. Coe e beba uma xícara por dia.
  • Despeje 1 colher de sopa de folhas de ginkgo biloba, lavadas e cortadas, em uma xícara de água que está fervendo. Cubra e deixe em infusão. Tome 1 xícara por dia.

Recomendações: Tirar vários cochilos breves distribuídos ao longo do dia, já que ajudam a aliviar uma parte da sonolência associada à narcolepsia.

Tente manter um horário fixo para ir dormir. Evite dirigir um carro ou operar um equipamento excessivamente se você sofre de narcolepsia.

Inclua na dieta alimentos ricos em vitamina B e D. Evite o consumo de álcool e bebidas com cafeína.

Atenção, as sugestões encontradas nesse artigo não possuem base científica comprovada, sendo assim não devem ser substituídas, em hipótese alguma, por um tratamento médico convencional e/ou ao seguir essas sugestões, os sintomas ou condições a que esse artigo se propõem ajudar podem se agravar.