A terapia de pressão é um tratamento que se usa atualmente com freqüência nos casos de edema, para melhorar a circulação e como complemento dos tratamentos de celulite como modeladores, mas também é amplamente usada após procedimentos estéticos para ajudar na recuperação dos tecidos.

Também é verdade que nem todas as pessoas estão familiarizadas com o assunto, e existem muitos pseudo profissionais que não realizam o tratamento corretamente. Por esta razão é que neste artigo vamos falar de forma simples do que se trata a terapia de pressão e como usá-la corretamente.

O que é a terapia de pressão?

A terapia de pressão é a aplicação de pressão, seja positiva ou negativa, no corpo. O que se busca é gerar um vácuo em uma área particular para gerar um estímulo intenso na circulação local.

Terapia de Pressão: O Que É, Benefícios e Aplicações

Os aparelhos da terapia de pressão aplicam uma pressão contínua ou alternada, e geralmente, são usados ​​em combinação com a eletroterapia. Estes sistemas atuam sobre os membros superiores e inferiores gerando pressão para estimular a circulação.

Existem dois tipos de terapia de pressão, a pressão positiva e negativa:

  • De pressão negativa (ventosas).
  • De pressão positiva.

Terapia de pressão negativa:

Estes aparelhos possuem aplicadores ou ventosas de cristal, de borracha ou de metal as quais se conecta o tubo de aspiração/compressão. Permitem controlar o ritmo de trabalho e o poder da aspiração.

São utilizadas para melhorar a circulação superficial de retorno, sanguínea ou linfática e, por conseguinte, são úteis em casos de:

  • Estase circulatória: nas pernas (pernas cansadas​​) e edema.
  • Celulite, já que ajudam na normalização da circulação.
  • Para melhorar a circulação de uma área.

Contra-indicações do uso da terapia de pressão negativa

  • Tromboflebite e flebotrombose.
  • Transtornos circulatórios devido ao câncer.
  • Infecções agudas.

A maneira mais comum de uso das ventosas é como eletrodos para a aplicação de correntes, principalmente as correntes interferenciais. Isto se deve ao fato de que são simples de aplicar e o efeito de sucção produz uma hiperemia na região do eletrodo favorecendo assim a condução da corrente elétrica na pele, reduzindo a resistência à passagem da mesma.

Terapia de pressão positiva:

Esses tipos de aparelhos funcionam mediante um compressor que introduz ar com uma pressão que pode ser fixa ou alternada para melhorar a circulação nos braços, pernas e abdômen. Para o seu uso a pessoa tem que colocar antes uma peça de roupa (meias ou camiseta de nylon ou musselina).

Como durante este tratamento geralmente sobe a pressão arterial, é necessário que o profissional esteja atento diante de pessoas que são ligeiramente hipertensas, cabe destacar que não é possível aplicar em pessoas com hipertensão manifesta.

Benefícios da terapia de pressão positiva:

  • Estimula a circulação de retorno venoso e linfática.
  • Edema venoso ou linfedema.
  • Celulite, porque além de promover a circulação, ajuda a movimentar a linfa.
  • Melhora notavelmente o tropismo da pele e ajuda a restaurar a elasticidade.

É útil para os casos em que você precisa recuperar o corpo após a fadiga e promove o relaxamento. Geralmente é implementada após cirurgias plásticas.

Contra-indicações da pressão positiva:

  • Úlceras.
  • Varizes.
  • Tromboflebite.
  • Flebotrombose.
  • Infecções de pele.
  • Linfangite.
  • Hipertensão.
  • Descompensação cardio circulatória.
  • Infarto do miocárdio.
Denise Cipolli Terapeuta Holística

Denise Cipolli
Terapeuta Holística
Denise A. Ribeiro Cipolli possui mais de 5 anos de experiência em terapia holística e é formada pela UHB Universidade holística Do Brasil de Guaratinguetá desde 2012.