As vitaminas são compostos orgânicos ou nutrientes dos quais precisamos para viver. Estão presentes nos alimentos que consumimos diariamente ou suplementos de venda livre. No caso das crianças, as vitaminas são um assunto importante. É nesta etapa da vida onde nos desenvolvemos e crescemos rapidamente. Para que as crianças tenham uma dieta rica em vitaminas, é necessário incorporar em sua dieta uma variedade de alimentos para que nenhuma das vitaminas fique fora do prato.

Certamente você se lembra que quando era criança seus pais insistam para que comesse sua salada e não se esquecesse das frutas. Também é provável que tenham repetido milhares de vezes em sua vida que você precisa de vitaminas, mas talvez você não soubesse bem do que se tratam ou que papel desempenha em seu corpo.

Quais São as Vitaminas Que as Crianças Precisam Para Estar Saudáveis?

Durante a infância, precisamos das vitaminas para crescer e nos desenvolvermos, por isso é essencial incorporar os alimentos que as contêm para não adoecer.

A maioria das vitaminas é encontrada nos alimentos, por isso é o suficiente levar uma dieta saudável e equilibrada para obter a dose diária necessária. Em alguns casos, o pediatra pode recomendar algum suplemento vitamínico para certas crianças por circunstâncias especiais.

Vitaminas Essenciais Para as Crianças:

Vitamina A: necessária para ter uma boa visão, dentes saudáveis​​, mucosas e tecidos moles e membranas da pele saudáveis. Na verdade, a vitamina se torna necessária para que funcionem bem o coração, os pulmões e os rins, entre outros órgãos. Também se conhece como retinol, pois produz os pigmentos da retina do olho. E é necessária para ter um forte sistema imunológico (defesa). Pode ser encontrada no leite fortificado, fígado, vegetais e frutas alaranjadas (melão, cenoura) e vegetais de folhas verde escuro (espinafre).

Vitaminas do complexo B: incluem as vitaminas B1, B2, B6, B12, niacina, ácido fólico, biotina, ácido pantotênico. São essenciais para o metabolismo, ou em outras palavras, para ajudar seu corpo a ter energia e liberá-la quando necessário. Também ajudam na criação de glóbulos vermelhos, os quais transportam oxigênio para todo o corpo. São encontradas em cereais integrais, peixes e mariscos; ovos; frango e carne; leite e seus derivados; feijão e ervilhas e vegetais de folhas verdes.

Vitamina C: é indispensável para os tecidos do corpo, tais como gengivas e para manter os músculos em boas condições, de acordo com o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, por sua sigla em inglês), ajuda a construir músculos sintetizando colágeno. Também ajuda a curar feridas e combater infecções. Encontra-se nas frutas cítricas (laranjas, tangerinas), morangos, brócolis, tomate, kiwi e pimenta vermelha.

Vitamina D: é essencial para ter ossos e dentes fortes. Também ajuda o corpo a absorver o cálcio. O corpo pode criá-la quando exposto ao sol, ou também pode obtê-la a partir de: peixe, leite fortificado, gema de ovo, fígado, cereais fortificados.

Vitamina E: esta vitamina protege as células e os tecidos dos danos causados ​​pelos radicais livres. Os radicais livres são compostos formados quando o nosso corpo transforma os alimentos que ingerimos em energia. Também estamos expostos aos radicais livres no meio ambiente (poluição, fumaça de cigarro, raios solares ultravioleta, etc.). A vitamina E é um antioxidante. Também é importante para a saúde dos glóbulos vermelhos do sangue. Pode ser encontrada em grãos integrais, germe de trigo, vegetais de folhas verdes, óleos vegetais como de girassol, canola e oliva, nozes e sementes, assim como nas gemas de ovos.

Vitamina K: é responsável pela coagulação do sangue, por isso não temos hemorragias. Pode ser encontrada em vegetais de folhas verdes, laticínios, brócolis e óleo de soja. É raro que exista uma deficiência em vitamina K, porque, além de encontrá-la nos alimentos mencionados, o corpo a produz no intestino.

Como você pode saber se os seus filhos estão consumindo todas as vitaminas que acabamos de mencionar? Simplesmente, certifique-se de que o seu prato seja variado. Se ele se parece com um arco-íris, é um bom caminho! A variedade de frutas, verduras, proteínas, grãos integrais e laticínios são indispensáveis para que recebam a dose diária de vitaminas.

Às vezes, as crianças podem se tornar complicadas para comer certos alimentos. Pode acontecer que de um dia para o outro deixem de gostar de algo que antes adoravam. Mas antes de se preocupar, é importante saber que o fato de que as crianças não comem de tudo, não significa necessariamente que tenham deficiências de vitaminas ou que estejam desnutridas. Muitos alimentos, como cereais, suco de laranja e leite atualmente vem fortificados com vitaminas, como D e outros nutrientes, como o cálcio.

No entanto, é uma boa ideia consultar um pediatra se o menino ou menina:

  • Come irregularmente.
  • Apresenta algum problema de crescimento ou desenvolvimento.
  • É alérgico (a) a algum alimento.
  • Se te preocupa que permaneça muito tempo dentro de casa e talvez não receba suficiente exposição ao sol para produzir a vitamina D que precisa.
  • Se é vegetariano (a).
  • Se apresenta algum transtorno alimentar.

Nesses casos, é muito provável que seja necessário prescrever um suplemento vitamínico. Verifique com o seu pediatra para saber qual você deve administrar, em que dose e por quanto tempo. E, claro, consulte com o pediatra e/ou um nutricionista qualificado se tiver alguma dúvida sobre a alimentação do seu filho.